Curso Técnico de Mecatrónica Automóvel (2011/2014)

Diogo Ávila

Olá, eu sou o Diogo Vitorino Ávila, de 21 Anos, natural da Ribeira Seca, Ilha de São Jorge e frequentei com sucesso na EPISJ o Curso Técnico de Mecatrónica Automóvel (Triénio 2011-2014). De seguida ingressei no CET de Automação, Robótica e Controlo Industrial no Instituto Politécnico de Coimbra, tendo concluído o mesmo igualmente com sucesso. Atualmente frequento o 2º ano da licenciatura em Engenharia Mecânica, no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra.

(1) Quais foram os motivos que te fizeram escolher um curso profissional na EPISJ?
Desde pequeno tive uma grande paixão por motas, essa paixão facilmente me levou até à mecânica. No ensino básico comecei a pensar em engenharia mecânica e lembro-me do sr. Psicólogo Dinis ir à minha escola falar sobre a EPISJ, a partir daí comecei a pensar que talvez fosse um caminho mais acessível até chegar ao objetivo e se por acaso não conseguisse lá chegar ou mudasse de ideias pelo menos teria uma formação profissional.

(2) No teu entender, quais são as mais-valias do ensino na EPISJ?
As mais-valias na EPISJ é a parte prática, e o conhecimento que obtemos numa determinada área. Obter o 12º ano é bom, mas obter o 12º ano com especialização numa determinada área é ainda melhor!

(3) Quais são as melhores recordações dos anos em que foste formando(a) da nossa escola?
As melhores recordações são sem dúvida com os meus colegas de turma, apesar de tudo sempre fomos unidos e amigos, foram três anos em grande companhia. Fiz grandes amigos.

(4) A nossa escola orgulha-se de formar, além de bons profissionais, bons cidadãos. Concordas com esta afirmação? Porquê?
Sim, claro. A escola faz o seu papel para que os seus alunos sejam tanto bons profissionais como bons cidadãos, se eles no fim não adquiriram essas competências penso que será porque não o quiseram.

(5) Como avalias a importância do estágio curricular no teu percurso formativo?
O estágio foi muito importante para mim, não só por tudo o que aprendi e aperfeiçoei mas também porque me ajudou a perceber realmente o que queria e agora quando olho para o meu currículo sinto que está bastante enriquecido devido aos estágios que fiz até este momento.

(6) Passados todos estes anos, estás satisfeito com a escolha que fizeste pelo ensino profissional? Voltarias a tomar esta decisão? Porquê?
Neste momento, sim estou satisfeito. Acho que se não tivesse seguido este caminho se calhar hoje não estava onde estou, por isso, voltaria a tomar esta decisão!

(7) O ensino profissional tem ganho maior relevância no panorama regional e nacional nos últimos anos. Consideras que deve continuar a ser uma opção válida para muitos jovens?
Penso que sim, principalmente para jovens que não pretendem prosseguir estudos após concluir o 12º ano.

(8) Gostarias de deixar uma mensagem aos atuais e futuros formandos da nossa escola? Aproveitem o conhecimento que os professores têm para lhes transmitir e aproveitem ainda mais os estágios curriculares para aprender, colocar em prática a teoria e enriquecer o currículo.